segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Liga Zon Sagres - Porto vence

FCPorto 1 - Vitória de Setúbal 0.


6 comentários:

Filipe Ribeiro disse...

Não foi nada fácil. E a Estrelinha de Campeão sorriu no final. Os campeões fazem-se disso mesmo...

Armando Pinto disse...

O mais importante foi conseguido, que foi vencer e manter a distância para os mouros vermelhos e verdes. Vencemos pela margem mínima, com um susto e suspiro sôfrego de alegria no final.
Já se sabe que há muita gente descontente, nossos e especialmente dos outros, pois todos contávamos com uma vitória tranquila, e assim vão aparecer desabafos e críticas. No entanto até começamos bem, apenas que aquelas iniciais grandes defesas do guardião sadino nos impediram de partir para a tal exibição normal desejada. Depois foi o que se sabe, ao que não estará alheio o cansaço do jogo da neve e também cansativa viagem de regresso a horas impróprias, tendo-se notado falta de frescura, que tolheu o raciocínio. Depois, perante a escassez do resultado e da marcação de um penalty forçado, contra nós, foi um final atribulado, com o setubalense a antecipar-se ao apito do árbitro para a marcação, sem que, portanto, o guarda-redes sequer contasse, e na repetição Deus escreveu direito, felizmente, no torto remate, por alto.
Quanto à repetição do último penalty, alguém pensa que o árbitro mandou repetir por qualquer ideia de favorecimento, quando antes marcara esse penalty que qualquer árbitro não marcaria…?!
Sendo assim, tudo acaba bem, não na exibição mas no resultado e, sobretudo, em ter acabado com os nossos adversários /adeptos/comunicação social do contra, todos os contrários a ficarem com uma cabeça de melão. Eu até prefiro assim, antes quero assim, desde que a nossa equipa ganhe e eles, os do contra, fiquem f......
Não vi o jogo mas gravei-o e já pude ver as partes mais importantes. Agora vou vê-lo nas calmas, e saborear a vitória, que é o que interessa.
http://www.longara.blogspot.com/

ultrafcporto disse...

Caros amigos, hoje o jogo não foi tão bonito como o habitual, e por pouco não víamos dois pontos a desaparecer. A arbitragem também não ajudou, foi uma autêntica aberração. O que mais me chateia no meio disto tudo, é que vou ter que aturar durante a semana algumas galinhas, dizendo que fomos levados ao colo por Elmano Santos, e que é a fruta etc… Nós é que levamos com eles foda***
Cumprimentos,
ultrasfcportomatosinhos

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Previa-se um jogo que se complicaria com o decorrer do tempo, pois o esforço físico de Viena iria se reflectir no rendimento de alguns jogadores. O mais evidente foi o de Falcao, que estava completamente esgotado quando saiu. Mas também temos de dar mérito ao Setúbal que na segunda parte entrou afoito, com um jogador veloz Zeca, a causar muitos problemas, e a jogar com o passar do tempo e o enervar dos nossos jogadores.

Na primeira parte entramos bem, dominantes, e poderíamos ter resolvido o jogo, não fosse a nossa ineficácia, ou as excelentes intervenções de Diego.
Acabamos por marcar num lance que na minha opinião não é penalti, apesar de existir um ligeiro contacto físico, um pousar de cotovelo de Collin nas costas de Falcao. Eu sou apologista que o futebol sendo um jogo de contacto físico, não se podem marcar penaltis por qualquer disputa de bola.
Também o alegado penalti de Fucile é inexistente. Existe uma luta de braços dentro da área e Henrique deixa se cair. A falta existe sim à entrada da área com Fucile a agarrar com ambos os braços Henrique.

Na badalada anulação do penalti e consequente repetição, falta saber qual o motivo que levou o árbitro a tomar tal decisão.
Pitbull disse que estavam jogadores dentro de área, e que o árbitro mandou que saíssem. Pode-se ver neste vídeo vários jogadores a violarem a grande área http://www.youtube.com/watch?v=FkpOTmu1vZE.
Por sua vez o árbitro indica que não havia apitado.
Este é um péssimo árbitro, tornou complicado um jogo fácil. Ele não teve intenção de prejudicar FC Porto ou Setúbal, ele apenas é um árbitro que não vale nada. Quem tem coragem para marcar um penalti duvidoso no minuto 89, não o mandaria repetir se quisesse beneficiar uma equipa e prejudicar outra.
Quanto aos nossos jogadores, gostei da garra de Moutinho, Guarin, dos nossos centrais, de Hulk e de Cebola (primeira parte).

Fucile mais uma vez cometeu uma idiotice, tal como aconteceu em Guimarães, que nos poderia ter custado mais dois pontos perdidos.

Villas Boas ao tirar Rafa, foi porque Fucile não conseguia parar Zeca, e não porque Rafa estivesse mal.
Mas Fucile foi ao outro lado borrar a pintura.

Quanto ao pouco público no estádio, é compreensível, face às condições atmosféricas e dia da semana.

Abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

P. Ungaro disse...

O jogo de ontem foi fraquinho ... independentemente do jogo com o Rapid poder ter influencia no cansaço de alguns jogadores, não vejo justificação para não termos arrumado o jogo logo na primeira parte. E graças a estrelinha de campeão é que conseguimos os 3 pontos.
Espero que tenha servido de lição

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

dragao vila pouca disse...

O cansaço não justifica tudo...O problema já vem de trás.

Falcao estava muito cansado, mas Moutinho, que jogou os 90 minutos em Viena, durou o jogo todo e fez um grande jogo.

Acho que o problema mais que físico é mental. A equipa depois dos 5-0 ao clube do regime pensa que agora tudo é fácil, a vitória vai acontecer, sem ser preciso muito trabalho, a displicência e a descontracção são uma constante, complicam-se jogadas simples, erram-se passes fáceis e depois, como aconteceu ontem, as surpresas podem acontecer. Humildade, chamada à realidade e a mesma atitude e o mesmo espírito sempre. Caso contrário podemos vir a ter surpresas que não desejamos.

Um abraço